Manutenção hidráulica residencial: saiba como prolongar a vida útil do sistema

Uma boa instalação hidráulica residencial requer bons materiais hidráulicos e um serviço de qualidade, mas mesmo depois de algum tempo de uso, essas instalações precisam de uma manutenção.

E esse processo é importante de tempos em tempos, pois o prejuízo não seja maior depois.

A estrutura do sistema hidráulico residencial começa com a caixa d’água, essa deve ser instalada no ponto mais alto da casa, para evitar problemas no abastecimento dos cômodos.

E a partir daqui são feitas as conexões da caixa para que a tubulação envie água do hidrômetro até o reservatório. Onde sai a água é instalado a boia e o registro.

Depois de entender minimamente como está distribuído o sistema hidráulico é hora de saber os tipos de manutenção hidráulica residencial.

A manutenção regular acontece entre 10 e 15 anos, mas quanto mais antiga for a instalação a chance de ela necessitar de reparos é maior.

 

Tipos de manutenção

As manutenções periódicas podem ser feitas anualmente, vistoria, pequenos reparos, correção de vazamentos, etc.

Assim é possível identificar pequenas falhas para que não haja problemas mais graves no futuro.

Existem três tipos de manutenção, sendo elas:

 

  1. Manutenção preventiva

É feita mesmo quando não há danos aparentes no projeto hidráulico e serve para descobrir possíveis falhas no sistema hidráulico e corrigi-las antes que se agravem.

 

  1. Manutenção preditiva

Vem sendo bastante utilizada e está ligada aos projetos de automação residencial.

São ações que controlam as instalações da residência por meio de ferramentas tecnológicas que preveem prováveis erros no sistema hidráulico.

Assim permanece um rendimento máximo da instalação e falhas operacionais são cada vez menores.

 

  1. Manutenção corretiva

Essa manutenção faz consertos ou reparos nos lugares já desgastados com o tempo de uso.

Ela também é necessária caso algo saia do planejado, estrague e comprometa algum componente do sistema hidráulico.

Dicas de como manter o funcionamento ideal do sistema hidráulico

Na hora de uma reforma, se a residência for muito antiga, é bom trocar as tubulações de ferro por PVC.

Instale um registro por ambiente, pois se acontecer algum problema é possível fechar apenas um registro e não comprometer o abastecimento das outras partes da casa.

Quanto menos conexões menor a pressão da água, e menor a chance de acúmulos que se transformam em vazamentos.

Sempre confira as medidas e teste cada instalação antes de fechar a parede ou fazer o contrapiso.

Assim, caso tenha defeito não será preciso quebrar tudo para reparar o erro.

Tenha sempre um mapa hidráulico para saber onde foram feitas as instalações, assim evita-se de furar um cano acidentalmente quando for instalar um armário ou mesmo um quadro.

Outra dica é fazer uma limpeza periódica nos ralos internos para remover sujeiras acumuladas e evitar entupimentos.

Não jogue materiais impróprios dentro dos vasos sanitários, pias e ralos, assim é garantido a vida útil do sistema hidráulico.

Escolha pelos vasos com caixa acoplada, são opções mais sustentáveis, pois reduzem o consumo de água.

Agora é só cuidar!

Agora que você já sabe um pouco mais sobre a manutenção hidráulica, fique de olho nesse reparo que é tão importante na sua residência.

E não se esqueça de contratar um profissional capacitado para te ajudar a prolongar a vida útil do sistema.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *