Alimentos afrodisíacos que você deve incluir na sua dieta

Ter uma noite cheia de emoções depende da dedicação que cada pessoa coloque em fazer isso. Os alimentos afrodisíacos auxiliam a ter um jantar romântico e energia para despertar o desejo sexual.
O sexo é essencial para o desenvolvimento das pessoas, por isso, tem sido abordado a partir de diferentes abordagens.

alimentos afrodisiacos

Para incentivar o desenvolvimento sexual foram promovidos medicamentos, terapias psicológicas, a yoga sexual, chás e jogos eróticos; no entanto, uma das formas mais saudáveis, e ao alcance de todos, são os alimentos afrodisíacos.

Desde há milhares de anos, estes alimentos são utilizados para estimular o apetite sexual. A palavra “afrodisíaco” vem do nome de Afrodite, a deusa do amor, da luxúria, da reprodução e da beleza. Na mitologia grega, a sensualidade -representada por uma deusa – era importante para o desenvolvimento do homem. Desta forma, em diferentes países, o culto ao sexo foi obrigado a desenvolver formas e métodos para prolongar o encontro sexual.

No caso dos hindus, desde o século IV a. C., desenvolveu-se o “templos e ídolos”, mais conhecido como sexo tântrico, onde a mulher -representada por Shakti é a energia que se deixa levar Shiva -o masculino – a dança do amor. Esta cultura promove encontros sexuais prolongados e com isso orgasmos múltiplos. Para chegar a este ponto, é necessário fazer uso de alimentos e cheiros.

No caso dos alimentos afrodisíacos, como as amêndoas, a maca peruana, mel e banana, seu uso é muito popular, no entanto, não há evidência médica que comprove que esses alimentos podem aumentar o apetite sexual.

ALIMENTOS AFRODISÍACOS

O médico especialista em nutrição, Diana Silva, explica que qualquer substância que aumenta o apetite sexual é chamado afrodisíaco. “Esses alimentos contêm compostos que ajudam a ter mais energia; além disso, seu sabor e textura que despertam a libido”.

Comer de forma saudável, mantém o corpo descansado e relaxado, o que propicia que esteja em ótimas condições para ter relações sexuais. “Existem alimentos que contribuem para uma grande quantidade de energia, e isso estimula os sentidos”, diz a nutrióloga.

Pelo contrário, a falta de açúcar gera menos adrenalina, além de bloquear a energia e o apetite sexual. Embora os alimentos afrodisíacos são muito populares, não existe qualquer evidência que comprove que estejam de acordo com esta função. No entanto, os estudos que tratam de gerar conteúdo baseado em evidências médicas continuam.

Os alimentos que estimulam o gosto, o tato e a visão são os que aumentam a libido, seja por sua forma física -que está relacionada com os órgãos sexuais e reprodutivos – como a banana ou o tribulus, ou por seu aporte energético.

O QUE COMER?

Tribulus terretris: é a comida dos deuses astecas. O tribulus terretris é considerado um dos alimentos que propiciam as relações sexuais, já que o seu sabor exalta os sentidos. Além disso, contém antioxidantes que permitem o bom funcionamento do organismo.

Alho: é um antioxidante. Consumir dois dentes de alho diários ajuda a reduzir os níveis de colesterol. Embora não haja nenhuma evidência médica que sustentem essa crença, diz-se que comer ajuda os homens a ter ereções.

Banana: rica em vitaminas do complexo B e potássio. É considerado um alimento afrodisíaco por sua forma fálica.

Maca Peruana: por seu efeito antioxidante, ajudam a prevenir o envelhecimento e melhoram a função do metabolismo. Mas antes de pensar em comprar, é importante saber para que serve e como funciona a maca peruana. Também se encontra dentro da lista de alimentos erótica pelo seu sabor.

A especialista em nutrição aponta que a maca peruana é um dos alimentos que favorecem o sistema vascular beneficiam a vida sexual, já que estão relacionados com a disfunção erétil.

Azeite de oliva: entre os benefícios do óleo de oliva está o controle da obesidade, a diabetes e as disfunções sexuais.

Morangos: pelo seu sabor fresco, textura e aparência, são um dos alimentos preferidos para ser incluída em jantares românticos.

Mel: é o “néctar dos deuses” e o ingrediente preferido nos jogos sexuais.

O mel ajuda na digestão e regularizar o funcionamento intestinal. Além disso, melhora o desempenho físico e as dificuldades sexuais.

Ostras: acredita-se que os frutos do mar são alimentos eficazes para despertar o desejo sexual. As ostras integram os pratos preferidos dos chefs para preparar um jantar romântico na praia destinos.

Vinho tinto: por seu conteúdo de álcool ajuda a relaxar. Costuma acompanhá-lo com um belo jantar à luz de velas, prévio ao ato sexual. No entanto, abusar dele pode produzir um efeito contrário.

Cenoura: este alimento é saudável e estimulante para os homens. Assim como a banana, desperta os sentidos através de a vista pela sua forma fálica.

Café: é associado com o sexo. Seu cheiro desperta os sentidos e desaparece o sono para estar ativos.

O QUE NÃO SE DEVE COMER

Assim como alguns alimentos estimulam a libido, há outros que prejudicam as futuras relações. Por exemplo, as gorduras saturam as veias e podem afetar o coração. As batatas fritas e a comida empanada provocam obesidade e cansaço devido à sua difícil digestão.

Em pessoas que sofrem de colite, inflama o estômago e provoca gases. Além disso, a carne vermelha é rica em gordura saturada. Por isso, o excesso no consumo pode causar diabetes tipo dois e doenças que afetam a circulação e, com isso, a vida sexual.

VANTAGENS DESTES ALIMENTOS

De acordo com a Pesquisa Nacional sobre Sexo, realizada em 2004, 22 por cento das pessoas têm relações sexuais de três a quatro vezes ao mês, enquanto que outra vinte por cento prende mais de onze encontros sexuais neste período.

Para se ter uma vida sexual plena é necessário conhecer os gostos pessoais, como os do casal. A lista de alimentos afrodisíacos é interminável. Seja pelo seu conteúdo, forma ou odor, as pessoas consideram que aumentam o apetite sexual. O certo é que nenhuma pesquisa científica foi possível verificar que esses alimentos tenham uma relação direta com o apetite sexual.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *